Sábado, 1 de Abril de 2006

felini

aceito a oferenda sem lhe conhecer o nome: o felino chamar-se-á Sansão Castrato.

sansão a quem privaram da pujança, da força.

acompanha-me justamente porque o nome da sua senhora é quase o da sua amada histórica, o tempo deglutiu um "l".

sansão castrado segue-me como se de cão se tratasse.

já não denota a altivez peculiarmente felina: uno castratto.

ignota lei humana que priva a animalidade da sua natureza.

gli castratti.

dorme ainda que o enxote sobre os pés da cama. aproveita o sono profundo para repousar na almofada onde, decerto, acompanha a respiração nocturna.

perante o seu inquiridor olhar lhe demando: és mesmo tu, sansão?

sansão fugiu.

 

tá-se:
danço: there's a rat in my kitchen
eu sou dionisante às 21:24

ah! | ditos | quero-te comigo
|

a face oculta

pesquisar

 

Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

é proíbido

telegrama transeunte

angels

apontamentum

.........

gratia

lava

heranças

titanico

em nome da mãe

Matrix

rastos deixados

Novembro 2008

Agosto 2008

Janeiro 2008

Maio 2007

Novembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Abril 2006

Março 2006

:o

todas as tags

segue-me

este foi o teu passo em falso

Mesothelioma Cancer
Mesothelioma Cancer
blogs SAPO

subscrever feeds