Segunda-feira, 27 de Março de 2006

noctivagando

correntes invisíveis e insinuosas estacaram.

segue-se a marcha quedante da perdição do tempo.

da janela contempla-se a noite de insónia anonimamente partilhada algures.

indaga uma insónia à outra se já se cruzaram algures.

o assentimento confirma que todas as insónias partilham segredos de consciências preocupadas e que se tornam preocupantes mas são silenciosamente ignoradas.

a felicidade das insónias materializa-se nas experiências de um combate terrorista a um sono intromissor numa consciência borbulhante de perguntas sem respostas.

as insónias dialogam em silêncio para as noites não escutarem os segredos das partilhas.

bebem divertidas embriagantes pirolitos de gotas salgadas que pelas faces rolam, divertem-se com unhas e peles roídas pela impaciência, de corpos que rolam num desassossego de imposição, de automutilações que procuram a inconsciência, espreitam as pálpebras quando elas se semicerram em vãs tentativas de fechadas se manterem.

são brincadeiras inconsequentes de quem não sabe dormir ..

são inofensivas as insónias... para as noites que se sentem tão sós.

e são noctívagas e noctivagantes as insónias.

e gostam da lua e arrastam os corpos para a luz indesejada.

tá-se:
eu sou dionisante às 23:52

ah! | ditos | quero-te comigo
|

a face oculta

pesquisar

 

Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

é proíbido

telegrama transeunte

angels

apontamentum

.........

gratia

lava

heranças

titanico

em nome da mãe

Matrix

rastos deixados

Novembro 2008

Agosto 2008

Janeiro 2008

Maio 2007

Novembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Abril 2006

Março 2006

:o

todas as tags

segue-me

este foi o teu passo em falso

Mesothelioma Cancer
Mesothelioma Cancer
blogs SAPO

subscrever feeds