Terça-feira, 28 de Março de 2006

speculare

esculpindo pedaços de persona se inventa o espelho virtual do projecto que se pretende ver.

de fragmentos se constrói um ego de que resulta a persona resgatada entre palavras e olhares diversamente captados.

afasta-se e aproxima-se o corpo ajustando a imagem que se quer reflectida e observa-se o pretendido.

um eu vaidoso crê-se uno na fragmentação de proveniência diversa e dúbia.

é condição de sobrevivência crer-se na unidade e na identidade, na persistência e na consistência, ainda que qualquer desvio possa promover o desmoronamento nos seus originais.

 

quem é mais belo?

a maçã? não.

é o verbo.

não!... é o alterego.

tá-se:
eu sou dionisante às 20:07

ah! | quero-te comigo
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


a face oculta

pesquisar

 

Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

é proíbido

telegrama transeunte

angels

apontamentum

.........

gratia

lava

heranças

titanico

em nome da mãe

Matrix

rastos deixados

Novembro 2008

Agosto 2008

Janeiro 2008

Maio 2007

Novembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Abril 2006

Março 2006

:o

todas as tags

segue-me

blogs SAPO

subscrever feeds