Sábado, 1 de Abril de 2006

kaly

kali, a bela beleza, não sabe de si.

 procura-se e não se encontra.

perdeu a memória e perdeu-se de si.

foi castigo divino. os deuses não perdoam que o seu poder seja ultrapassado por uma criatura.

de quando em vez, encontra um espelho e reconhece-se pontualmente:

 serão seus aqueles olhos?

 será aquele o seu pulsar?

e esta consciência?

na sua indecisão prefere-se perdida.

 talvez não se reencontre. anda por aí.

 tó kalon

tá-se:
danço: you're beautifull
eu sou dionisante às 21:37

ah! | ditos | quero-te comigo

a face oculta

pesquisar

 

Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

é proíbido

telegrama transeunte

angels

apontamentum

.........

gratia

lava

heranças

titanico

em nome da mãe

Matrix

rastos deixados

Novembro 2008

Agosto 2008

Janeiro 2008

Maio 2007

Novembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Abril 2006

Março 2006

:o

todas as tags

segue-me

blogs SAPO

subscrever feeds