Domingo, 9 de Abril de 2006

anima

um amor com tamanho de lágrimas na sua infinitude contida em espaços exíguos soluça convulsivamente tentando rasgar liames claustrofóbicos de um invisível invólucro.


desenha sulcos na pele a dor agressivamente contida que perpassa nas arredondadas formas que brotam de pupilas habtitantes de um pulsar que deseja animar uma existência.



sabes tu o tamanho da saudade?



sabes tu a intensidade da dor da perda?



sabes tu onde se aloja a mágoa?

tá-se:
eu sou dionisante às 21:52

ah! | ditos | quero-te comigo

a face oculta

pesquisar

 

Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

é proíbido

telegrama transeunte

angels

apontamentum

.........

gratia

lava

heranças

titanico

em nome da mãe

Matrix

rastos deixados

Novembro 2008

Agosto 2008

Janeiro 2008

Maio 2007

Novembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Abril 2006

Março 2006

:o

todas as tags

segue-me

este foi o teu passo em falso

Mesothelioma Cancer
Mesothelioma Cancer
blogs SAPO

subscrever feeds