Quarta-feira, 2 de Agosto de 2006

.....

e todos os dias te revejo em cada moto que passa e as persigo tentando, loucamente, seguir-te com o pavor de roçar a roda traseira e de te ver voar e, de novo, te sentir esmagado pela força da gravidade. e com a chuva salgada lavo a tua ausência e a dor por ela consentida na certeza de que jamais nos reveremos.

saudades dos abraços que não demos. do teu sorriso de soslaio desconfiado. são saudades do tempo que não virá nas memórias que se sustentam.

é o egoísmo de te querer de ter aqui.

hoje o Águia faz anos. e está só.

faz sentido celebrar a vida. a morte não ficará célebre.

eu sou dionisante às 23:12

ah! | ditos | quero-te comigo

a face oculta

pesquisar

 

Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

é proíbido

telegrama transeunte

angels

apontamentum

.........

gratia

lava

heranças

titanico

em nome da mãe

Matrix

rastos deixados

Novembro 2008

Agosto 2008

Janeiro 2008

Maio 2007

Novembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Abril 2006

Março 2006

:o

todas as tags

segue-me

este foi o teu passo em falso

Mesothelioma Cancer
Mesothelioma Cancer
blogs SAPO

subscrever feeds